Pessoal, Nova Placa de Video nvidia NVIDIA GeForce GTX Titan. A placa utiliza as GPUs baseadas no Kepler GK110. Esta GPU e famosa por constituir os famosos aceleradores Tesla K20X que faz parte do Titan o supercomputador Oak Ridge, nos Estados Unidos.

O modelo que foi testado é fabricado pela EVGA e, como de costume, a fabricante não se restringiu às especificações originais desenvolvidas pela NVIDIA. A Titan da EVGA possui clocks mais altos e garante ainda mais velocidade aos games.

Especificações técnicas:

EVGA-GeForce-GTX-Titan-SC-especificacao

Visual da Placa:
A EVGA utiliza o desenho tradicional da NVIDIA na sua versão da Titan, e isso é muito bom, pois, como já comprovamos em outras análises, esse design é extremamente eficiente para garantir a temperatura da placa, além de oferecer beleza.

O desenho da peça é caprichado, contando com o visual já tradicional das placas da empresa; a peça ocupa dois slots no gabinete e mede 27 x 10 x 4 centímetros, e o cooler no estilo blower fica posicionado na parte de trás.

EVGA GeForce GTX Titan SC - Visual

A diferença desse modelo em relação às placas anteriores está no padrão de cores escolhido, que mescla tons em preto e prata, com a palavra “TITAN” em relevo na parte de cima da peça.

A Titan da EVGA traz um case de alumínio com uma espécie de “janela” transparente construída em policarbonato que nos permite uma visão do sistema de refrigeração da peça.

A parte de trás mostra o PCB, com 12 chips de memória Samsung posicionados em volta do local onde o processador GK110 fica localizado. Para conexão externa, a GeForce GTX Titan possui dois conectores DVI, um HDMI e um DisplayPort.

EVGA GeForce GTX Titan SC - Visual 1

A parte de cima da placa conta com dois conectores de energia, sendo um de seis e um de oito pinos e dois conectores SLI. Além disso, essa parte ainda apresenta um letreiro com a palavra “GeForce GTX”, que acende quando você liga o computador.

Embalagem:
Ao adquirir a GTX Titan da EVGA, você não leva somente a placa de vídeo para casa. Junto com ela você recebe dois cabos de força e um adaptador VGA para DVI. Vale lembrar que os cabos possuem os fios encapados individualmente, assim como aqueles da fonte NEX1500 Supernova Classified, que testamos há algum tempo.

A placa de vídeo fica armazenada em plástico antiestático, acomodada em uma caixa de isopor para garantir que o equipamento não sofra nenhum dano durante o transporte e/ou armazenamento.

O equipamento também acompanha um CD com drivers e aplicativos da EVGA, um sticker para você colar no seu gabinete, um manual de instalação, um guia de referência rápida e um pôster em tamanho grande para você decorar a sua sala.

EVGA GeForce GTX Titan SC - Caixa

GeForce GTX Titan:
Criar uma placa de vídeo com DNA de supercomputador não é uma tarefa simples. Entretanto, a NVIDIA é uma das poucas empresas no mundo que pode contar com um projeto desses no seu currículo. Ao aproveitar o hardware e o conhecimento, a empresa conseguiu criar um chipset realmente poderoso.

A GPU traz especificações técnicas impressionantes: o processador GK110 construído com mais de 7 milhões de transistores possui 2.688 núcleos CUDA, podendo atingir um desempenho de até 4,5 teraflops por segundo. Entre as novidades desse modelo, está o GPU Boost 2.0 e um consumo energético ainda mais eficiente que aquele encontrado na série GTX 600 (equipados com o GK104).

EVGA-GeForce-GTX-Titan-SC-cooler

Os 6 gigabytes de memória RAM GDDR 5 instalados na placa transferem os dados através de uma banda de 384 bits a incríveis 288,4 GB/s, permitindo que games possam rodar com resoluções altíssimas sem que o desempenho seja sacrificado por isso.

A placa da EVGA carrega o chipset Titan e possui o mesmo visual do modelo de referência da NVIDIA, que testamos há alguns meses. Entretanto, a empresa decidiu investir um pouco mais e criar um modelo com clocks mais altos, garantindo mais desempenho.

Além disso, a placa da EVGA carrega outros diferenciais, que são os softwares OC Scanner e Precision X, que podem ser utilizados em conjunto para garantir o controle total e completo de todas as funções da placa de vídeo, incluindo testes de estabilidade, informações e overclock.

Super Overclock:
A mudança realizada no modo como o GPU Boost funciona também permite que os limites sejam ultrapassados com mais facilidade. Como o recurso não é mais limitado pela tensão e sim pela temperatura, agora é possível fornecer mais energia para o chip com o “overvoltage” (ou sobretensão) para arrancar ainda mais desempenho da placa.

Esse recurso é completamente personalizável e cada montadora será responsável por liberar essa função nas suas placas, além de definir os critérios para a sua utilização, uma vez que a medida pode afetar a durabilidade dos componentes.

Se apenas realizar o overclock na placa ainda não é suficiente para você, agora é possível ir ainda mais longe e aumentar a taxa de atualização do seu monitor.

EVGA GeForce GTX Titan SC - Overclock1

Hoje em dia, temos a seguinte situação: para garantir uma animação mais fluente na tela durante os games e evitar os terríveis tearing effects, ligamos o vsync (ou sincronização vertical). Como a grande maioria dos monitores possui a atualização de tela travada em 60 Hz, o máximo que você vai conseguir enxergar são 60 quadros por segundo dentro dos games — mesmo que a placa de vídeo seja capaz de renderizar as imagens a 90 ou mais frames por segundo.

EVGA GeForce GTX Titan SC - Overclock2

Para resolver esse problema, agora será possível executar o overclock do monitor; por exemplo: uma tela com resolução de 80 Hz pode rodar os games em até 80 frames por segundo mesmo com a sincronização vertical ativada.

Para executar essa tarefa, a EVGA disponibiliza o EVGA Pixel Clock OC. Através dele, é possível alterar a taxa máxima de atualização de tela do seu monitor.

GeForce Experience:
Para garantir a máxima compatibilidade com o grande volume de novos títulos que são lançados regularmente, as fabricantes de GPUs precisam assegurar a atualização dos drivers com velocidade. A NVIDIA já faz isso; contudo, para os jogadores, pode ser um pouco difícil acompanhar todas as mudanças e novos lançamentos de drivers.

Para resolver esse problema, a empresa está lançando o aplicativo GeForce Experience. A ferramenta é um sistema de notificação que pode avisar, baixar e instalar automaticamente um novo driver assim que ele estiver disponível.

GeForce Experience

Outro importante recurso oferecido por ele é a regulagem automática das configurações de vídeo para os games. Como cada um requer perfis específicos, alterar um de cada vez pode ser cansativo (e complicado) se você tiver muitos jogos instalados.

As versões atuais dos drivers de vídeo da NVIDIA já trazem o aplicativo GeForce Experience incluído, não sendo necessária a instalação separada.

Aplicativos para controlar a placa de Video:

Quem adquire as placas de vídeo da EVGA pode utilizar alguns aplicativos desenvolvidos pela empresa para garantir sempre o máximo de desempenho com o seu equipamento. Entre eles está o OC Scanner, que traz uma série de testes para que você possa manter o seu computador sempre funcionando corretamente.

Com o OC Scanner é possível realizar benchmark da placa de vídeo, acompanhar a temperatura e as velocidades dos clocks da GPU e da memória do componente. Outra função é a busca de “artefatos” nas imagens; eles indicam quando uma placa de vídeo pode estar com problemas

Aplicativos GTX Titan 1

O OC Scanner trabalha em conjunto com o Precision X. Através dele é possível controlar minuciosamente as funções da sua placa de vídeo, incluindo clock da GPU, clock da memória e a velocidade do cooler. Se você quiser, poderá até mesmo ajustar as voltagens da GPU com precisão.

O Precision X permite que você altere a configuração do GPU Boost 2.0, oferecendo uma interface simples e descomplicada até mesmo para que não possui muita experiência com overclock.

Aplicativos GTX Titan 2

Acredito que a conclusão de todas as pessoas que tiverem a oportunidade de testar esta placa vai ser que é uma das melhores placas porem com um publico alvo muito restrito já que o valor aqui no Brasil por míseros R$ 3.499. Acho que não vai ser desta vez né.

Logo mais faremos um review da  NVIDIA GeForce GTX Titan.

Testo original em TecMundo.

 

 

 

 

Post Relacionado

Leave a Reply

Your email address will not be published.